Lord Mountbatten Po

O futuro Lord de Mountbatten de Burma tinha uma história importante na marinha. Nasceu em 1900 e era o segundo filho do Almirante Príncipe Louis de Battenberg, Primeiro Lorde do Mar 1912-1914. O Almirante foi forçado pela opinião pública a demitir-se após a eclosão da guerra com a Alemanha, apesar de ter se tornado cidadão Britânico em 1869.

Como filho mais novo, Lord de Mountbetten de burma era destinado para trabalhar na marinha. Sempre sentiu que devia compensar pela injustiça pela demissão forçada do seu pai, combinada com sua herança real, o que o fez esforçar-se para superar e restabelecer a honra da família como a via.

Lord Mountbatten foi educado no Royal Naval College, Osborne, e entrou na Marinha Real em 1916. Foi selecionado como aspirante no cruzador de batalha HMS Lion e depois foi transferido para o navio de guerra HMS Elizabeth. Tornou-se o segundo no comando do pequeno navio de guerra HMS P.31 em 13 de outubro de 1918.

Após a guerra, seguiu brevemente um curso de engenharia naval na Universidade de Cambridge. Em 1920 foi promovido a Tenente e transferido para o cruzador de batalha HMS Renown no qual acompanhou Edward, Príncipe de Gales, numa Visita Real da Austrália. Em 1921 juntou-se ao cruzador de guerra HMS Repulse e acompanhou o Príncipe numa Visita Real à Índia e Japão. Frequentou a Portsmouth Signals School em 1924, estudou electrónica, e tornou-se um membro da ‘Institution of Electrical Engineers’ (que atualmente ostenta a Medalha de Mountbatten pelas contribuições relevantes à eletrónica e T.I.). Ele regressou à Signals School em 1929-1932 como instrutor sénior.

HMS Kelly 1939 by Montague Dawson, cortesia da The Broadlands Trust

Recebeu seu primeiro comando em 1934, e navegou o recém-lançado contratorpedeiro HMS Daring para Singapura. Em 30 de junho de 1937 foi promovido a Capitão, e subiu ao comando do contratorpedeiro HMS Kelly, um navio que acabou obtendo uma fama lengendária pelas suas façanhas. Quando a guerra eclodiu em setembro de 1939 Mountbatten tornou-se comandante da 5ª Frota de Contratorpediros. No curso da evacuação das forças Britânicas da Campanha da Noruega em 1940, o HMS Kelly foi torpedeado por um barco torpedo Alemão no Mar do Norte e teve que ser reparado em Newcastle. Reingressou ao HMS Kelly no Mediterrâneo, logo que este reuniu as condições de navegabilidade. Na Batalha de Creta, foi afundado por bombardeiros de mergulho Alemães, um incidente imortalizado no filme “In Which We Serve” de Noel Coward.

Em outubro de 1941 substituiu Roger Keyes como Chefe de Operações Combinadas. Nessa função, supervisionou várias invenções, incluindo os Landing Ship Tank anfíbios e portos artificiais; e planeou várias incursões de comandos, incluindo St. Nazaire, em 1942, o que colocou as docas controladas Nazis fora de ação, contribuindo para a supremacia dos Aliados no Atlântico. Winston Churchill, um amigo pessoal, nomeou Mountbatten Comandante Supremo Aliado na Ásia do Sudoeste (SEAC), em 1943, com sede em Kandy, Ceilão; foi assistido lá por uma experiente equipa de planeamento. O seu comando supervisionou a reconquista de Burma dos Japoneses por Viscount Slim e recebeu a rendição do Japão do General Itagaki Seishiro em Singapura, em 12 de setembro de 1945.

Na dissolução do SEAC em maio 1946, Mountbatten terminou a guerra como um Contra-Almirante. Foi ordenaso Earl Mountbatten de Burma e um cavaleiro da Ordem da Jarreteira pelo Rei George VI.

Earl Mountbatten of Burma by Oswald Birley

Lord Mountbatten

Após a II Guerra Mundial, Mountbatten tinha um papel proeminente na vida pública, combinado com a sua carreira naval permanente, não menos importante, como Vice-Rei da Índia, em 1947, onde supervisionou Partição e Independência, mas não sem controvérsia.

Depois da Índia voltou para a Marinha e tornou-se Comandante-Chefe da Frota Mediterrânica. Serviu o seu último destacamento naval como Primeiro Lorde do Mar, 1955-1959 e retirou-se como um Almirante. Como Primeiro Lorde do Mar ocupou a residência oficial, no extremo norte do Admiralty Arch – pela primeira vez na história um pai e filho serviram como Primeiro Lorde do Mar. Subsequentemente ao Admiralty tornou-se Chefe do Estado-Maior de Defesa. A sua posição simbólica final foi como Coronel da Guarda da Life Guards and Gold Stick que esperava a Rainha de 1965.

Lord Mountbatten foi assassinado pelo I.R.A. em férias na Irlanda em 27 de agosto de 1979. Um marinheiro ao longo da vida, estava num barco de apanhar lagostas. A cerimonia do seu funeral realizou-se na Abadia de Westminster, e foi enterrado em Romsey Abbey, Hampshire, perto de Broadlands, a casa herdada pela sua esposa Edwina.

Broadlands Broadlands